Ju Responde

Ju Responde GP da Cidade do México: A vitória de Max, os motores de Lewis e a logística da F1

No Ju Responde do GP da Cidade do México, bastante atrasado depois de uma saga de voos cancelados e problemas tecnológicos, comento sobre a largada de Verstappen, a estratégia da Red Bull com Perez, a situação interna da Ferrari, qual o panorama do motor de Hamilton e como a funciona a logística da Fórmula 1.

Estratégia

Raio-X do GP da Cidade do México e o ‘lapso’ que a Red Bull superou

Houve um momento em que parecia que a temporada teria uma outra reviravolta quando os mecânicos da Red Bull trabalhavam freneticamente nas asas traseiras de seus dois carros mesmo durante a classificação, enquanto seus pilotos sofriam com um carro nervoso, sem conseguir preparar bem seus pneus. Afinal, o fim de semana até ali tinha sido um passeio de Max Verstappen e Sergio Perez e o carro parecia estar sob trilhos, ao contrário da Mercedes.

Bastidores, política e viagens

Drops dos bastidores do GP da Cidade do México e o aquecimento para SP

Ainda no sábado de manhã, os mecânicos da Red Bull trabalhavam incansavelmente cortando pequenos pedaços de fibra de carbono para garantir a integridade das asas dos dois carros, que sofria nas ondulações do circuito.

Corridas e análises

Voltando ao script

Max Verstappen sabia que teria vida difícil no GP da Cidade do México se não saísse das primeiras curvas na frente, já que a Mercedes, que tinha fechado a primeira fila, tinha mais velocidade de reta e o circuito Hermanos Rodriguez não oferece muitas chances de ultrapassagem. E saiu bem, emparelhou com Valtteri Bottas e Lewis Hamilton na reta, freou mais tarde que os dois, e desapareceu na frente para vencer pela nona vez em 2021 e aumentou sua vantagem na ponta do campeonato para 19 pontos.

Horários

Horários, características da pista e tudo sobre o GP da Cidade do México

A Red Bull muito provavelmente só não venceu os últimos três GPs do México justamente por aquela punição de Verstappen e um toque dele com… Hamilton nos primeiros metros da corrida de 2019. Isso, quando a Red Bull tinha o terceiro melhor carro do grid. Imagine agora, então, que eles são tão rápidos quanto a Mercedes em outras pistas e acabaram de batê-los em Austin, um reduto Mercedes?

Estratégia

Estratégia do GP do México e os duros longa-vida

A Ferrari ficou mais presa ao seu planejamento - mais uma vez dando sinais de que suas simulações deixam a desejar em relação aos demais - e esqueceu de ver o que, de fato, estava acontecendo na corrida. A Scuderia reagiu à parada da Red Bull, com Alex Albon, que vinha em terceiro na corrida.… Continuar lendo Estratégia do GP do México e os duros longa-vida

Bastidores, política e viagens

Drops do GP do México do piriri ao GP Brasil

Começamos a ouvir na sexta que “fulano teve que voltar para o hotel”, “ciclano não está bem”. A comida mexicana é famosa por gerar intoxicações em turistas, mas o que aconteceu no paddock foi algo muito mais amplo do que nas etapas anteriores. A suspeita foi a festa de recepção que o circuito organizou na… Continuar lendo Drops do GP do México do piriri ao GP Brasil

Corridas e análises

Cartas embaralhadas

Os carros da Fórmula 1 foram mais uma vez batidos pela altitude do GP do México, e o que poderia ter sido uma corrida com um final muito interessante, com quatro carros com três estratégias diferentes, acabou virando uma procissão, já que os pilotos perdiam muita aderência quando estavam a 1s5 do adversário. As cartas… Continuar lendo Cartas embaralhadas

Corridas e análises

Rapidinhas do GP do México

Escrevo estas linhas sem saber o que aconteceu depois que Max Verstappen foi chamado aos comissários a se explicar por não ter tirado o pé sob bandeira amarela na última volta da classificação, quando o carro de Valtteri Bottas estava na barreira de proteção. Seria bom, também, a FIA explicar por que não deu bandeira… Continuar lendo Rapidinhas do GP do México