Raio-X do GP dos EUA e a confiança em Verstappen (+ Ferrari x McLaren)

Como isso foi possível? O GP dos Estados Unidos foi mais uma prova com a cara da temporada 2021, decidido nos detalhes. E com outra pilotagem de alto nível dos rivais pelo título.

Vídeo: Ju Responde do GP dos EUA e como a Red Bull bateu a Mercedes “em casa”

Vídeo sobre a batalha tática vencida por Max Verstappen e a Red Bull no GP dos Estados Unidos. Tem ainda pergunta sobre o que aconteceu com Sergio Perez, a briga apertada entre os pilotos de Ferrari e McLaren e o que mudou no Circuito das Américas em relação aos últimos anos. Ah, e o que vai decidir quem vai se dar melhor nas pistas que estão por vir no campeonato da Fórmula 1.

Bastidores do GP dos EUA entre motor e suspensão da Mercedes e Pietro no aquecimento

É como se o conceito do DRS fosse adotado para a suspensão, usando a pressão aerodinâmica da reta em conjunto com amortecedores/barras de torção que permitem um movimento maior para permitir que o carro abaixe mecanicamente na reta, diminuindo o arrasto. É algo que as equipes tentam explorar já há algum tempo, mas não é fácil encontrar o ponto certo para fazer funcionar, e isso inclusive varia de pista para pista.

Ritmo e agressividade

Com a vitória do GP dos Estados Unidos, uma pista que vinha sendo reduto Mercedes desde 2014, Max Verstappen abriu 12 pontos na liderança do campeonato, a maior vantagem de um piloto desde o GP da Áustria, no começo de julho, e agora parte para duas provas – México e Brasil – em que a…

Horários, características da pista e tudo sobre o GP dos Estados Unidos

É uma pista equilibrada em termos de necessidade de velocidade de reta x mais pressão aerodinâmica, e pistas equilibradas têm premiado a Mercedes nos últimos anos. Por outro lado, um problema que só tem aumentado no Circuito das Américas, as ondulações, vai exigir que as suspensões estejam mais macias que o ideal, e geralmente isso é pior justamente para a Mercedes.

Memórias de 10 anos de F1 e Austin (sempre) estranha

Depois de perder o campeonato de 2015 para Hamilton em uma corrida em que ele não teve a melhor de suas performances, Nico Rosberg encheu a cara, subiu no palco, e cantou Bon Jovi a plenos pulmões.

Do fundo do baú: Na redenção de Senna, F1 vê nascer uma estrela

O GP dos Estados Unidos de 1990 não parecia ter os ingredientes para se tornar um clássico, mas dois nomes mudaram a história da prova disputada em um circuito com traçado sem nenhum atrativo em Phoenix (que, não coincidentemente, só recebeu a F-1 por três vezes, entre 1989 e 1991). Um deles era Ayrton Senna,…

Confira os horários dos GPs da temporada 2018

Horários do GP da Austrália de 2018 – de 23 a 25/03 Quinta-feira Treino livre 1: 22h Sexta-feira Treino livre 2: 2h Sábado Treino livre 3: 0h Classificação: 3h Domingo GP da Austrália: 2h10 Horários do GP do Bahrein de 2018 – de 6 a 8/04 Sexta-feira Treino livre 1: 8h Treino livre 2: 12h…

Estratégia – e detalhes – do GP dos Estados Unidos

Não foram poucas as vezes que falei em um campeonato decidido em detalhes em 2017. E no GP dos Estados Unidos não foi diferente. Com uma melhor leitura da evolução da pista da sexta-feira para o domingo, juntamente com o tempo precioso perdido por Sebastian Vettel na última meia hora do segundo treino livre por…