Quando o talento encontra a oportunidade

Ele não tem se contentado em “apenas” dominar a temporada 2020 da Fórmula 1: o mesmo Lewis Hamilton que avisou que a expectativa era de uma corrida morna neste domingo em Imola foi também um personagem central para que a prova fosse bem mais movimentada que o esperado, e ainda roubou a cena da comemoração dos sete títulos da Mercedes, uma marca inédita na história, ao dizer com todas as letras que ainda não decidiu se vai continuar na categoria no ano que vem.

Da política a recordes: 10 perguntas sobre 2020

Finalmente está chegando a hora de começar a desvendar uma série de questões que estão no ar sobre os próximos nove meses. Ou até mais, já que deixei de fora o grande fantasma do coronavírus, com o qual a Fórmula 1 está lidando no momento com a cabeça nos dólares. Com a expectativa de mais…

Estratégia do GP da Itália e o vai e vem das punições

Antes dos carros entrarem na pista, perguntei a Charles Leclerc se ele sequer precisaria da assistência que teve do companheiro Sebastian Vettel para vencer em Monza – da mesma forma que Vettel não precisaria dele, se invertesse uma tendência que agora já dura sete provas e largasse na frente – tamanha seria a vantagem da…

Sessão nostalgia com dois “reis de Spa”

Uma corrida com seis líderes diferentes, acidentes, disputas por posição e três períodos de Safety Car. Pelo menos por um dia, nem parecia que a F1 vivia uma de suas temporadas mais monótonas. Mas quem assistiu àquele GP da Bélgica de 2004 mal sabia que o piloto que sobreviveu a tudo aquilo, Kimi Raikkonen, estava…

Estratégia do GP da Hungria e a aposta que só a Mercedes poderia fazer

Volta 40: Depois de atacar Max Verstappen logo depois da primeira parada nos boxes, e acabar saindo da pista com os freios superaquecidos, Lewis Hamilton pede solução para a equipe. “O que dá para fazer?”, ele pergunta ao engenheiro Bono. Ouve um “continue mantendo-o sob pressão” e rebate: “Mais do que isso não dá.” Ele…

Drops do GP do Bahrein e o efeito Mick Schumacher

Comecei meu final de semana com a missão de perguntar a todos os pilotos nascidos após 1994 o que vinha à sua mente quando era mencionado o nome de Ayrton Senna. Percebi um distanciamento enorme, com Albon chegando a falar algo como “ouço o Lewis falar sempre dele, então deve ter sido muito bom”.  …

Drops do GP da Austrália: de Charlie ao curry

Você pode gravar rapidinho aqui dando seu palpite? Diz um membro da organização para uma torcedora na entrada do circuito de Albert Park no domingo. “De qual, V8 ou F1?” A pergunta dá bem a dimensão de como Melbourne é uma cidade ligada aos esportes, e de por que o circuito enche cedo para ver…

Quem saiu ganhando em 2018

Hamilton: Costuma-se dizer que, entre o melhor e o pior piloto da Fórmula 1 há dois décimos, no máximo. O que diferencia os grandes dos demais não é a velocidade em si, mas a capacidade de se manter longe dos erros por mais tempo – e isso inclui erros dentro e fora da pista, mantendo…

Drops do GP de Abu Dhabi e Alonso esquiador

O último fim de semana do ano na F-1 começou com o esperado anúncio do retorno de Robert Kubica. E ele já começou dando seu cartão de visitas, bem ao seu estilo irônico e ranzinza ao mesmo tempo. A apresentação da Williams deveria ter três microfones, mas apenas um estava funcionando. Em certo momento Robert…

Estratégia do GP do Brasil e por que a Red Bull dominou

Não é sempre que vemos quatro pilotos com três carros e motores diferentes cruzando a linha de chegada divididos por pouco mais de 5s. Ainda por cima na parte final do campeonato. Mas, a exemplo do que ocorreu nos EUA e no México, uma série de fatores contribuiu para o equilíbrio do GP do Brasil,…