Raio-X do GP do Azerbaijão e a vitória do piloto mais rápido do dia

Foi um pódio inédito na F1, com Sergio Perez se encontrando com a Red Bull justamente quando disse que o faria, após cinco provas, Sebastian Vettel se entendendo com os pneus e com sua Aston Martin e um Pierre Gasly que, finalmente, aproveitou uma ótima classificação com a AlphaTauri.

O papel da asa da Red Bull na estratégia do GP da Espanha

Sabe-se algumas coisas sobre o Circuito da Catalunha: é preciso uma diferença de pelo menos 1s2 entre dois carros para haver uma ultrapassagem – mais do que o normal – e é muito difícil seguir um rival de perto sem perder rendimento. Então, se o piloto permanece, volta após volta, a menos de 3s de você, é indicativo de que ele tem mais ritmo

Estratégia do GP de Portugal e por que ele foi uma prova rara na F1

Há basicamente três tipos de corrida em pista seca na F1. Aquelas provas estratégicas, em que você tem de esperar até o final para ter alguma emoção. Aquelas provas (que andam raras na F1) em que o desgaste de pneus não é uma preocupação tão grande e os pilotos podem ter lutar mais francas até que as posições se acomodem respeitando o ritmo de cada carro. E as procissões em que nada disso acontece