Rapidinhas de Mônaco

Lembra que eu falei do dia da marmota? Aqui estou eu de novo comentando sobre uma dobradinha da Mercedes e um erro estratégico da Ferrari, versão Mônaco. A explicação que ouvi tanto de Vettel, quanto de Mattia Binotto, foi que o tempo de corte do Q1 surpreendeu a Ferrari. Eles efetivamente achavam que o tempo…

Estratégia do GP da Espanha e o luxo da Mercedes

Aviso que quem já desanimou com mais uma dobradinha de uma mesma equipe – não importa quem seja e isso não tira um centímetro do mérito deles – não deveria ler este texto. Pois o desenrolar estratégico do GP da Espanha só evidenciou como as atualizações que a Mercedes trouxe, especialmente na sensível área dos…

Estratégia do GP da China e o custo da indecisão da Ferrari

Assistindo ao GP da China, muita gente ficou com a impressão de que a Ferrari é, no momento, uma equipe atrapalhada. E teve até quem apostou que o time prejudicou Charles Leclerc de propósito. Mas os detalhes que surgiram após a prova mostram como a Scuderia foi colocada nas cordas por dois adversários, ao mesmo…

Estratégia do GP do Bahrein e as ordens de equipe da Ferrari

Muita gente entorta o nariz para ordens de equipe como se elas fossem pura e simplesmente uma forma de beneficiar um piloto e sacanear o outro, como se fossem coisa de equipe que tem primeiro e segundo pilotos definidos. Então a análise da estratégia do GP do Bahrein é um bom momento para observar como…

Estratégia do GP de Abu Dhabi e as duas moedas de uma mesma aposta

Todas as corridas têm um vencedor, claro, mas muitas vezes não existe uma estratégia vencedora. E tivemos um exemplo claro disso em Abu Dhabi, onde Lewis Hamilton venceu mesmo parando na sétima volta, usando um período de Safety Car virtual, e pilotos como Charles Leclerc, que fizeram a mesma manobra, saíram perdendo. A tática, em…

Estratégia do GP dos EUA e o momento crucial para Kimi

A história de uma corrida que termina com três carros de três equipes diferentes muito próximos nunca é fácil de contar. Ainda mais quando o primeiro destes três pilotos é o último que se esperaria que estaria ali. Kimi Raikkonen fez uma corrida fantástica para vencer novamente na F-1 depois de mais de cinco anos,…

Estratégia do GP do Japão e o sumiço do ritmo da Ferrari

Tão superior em termos de velocidade máxima nos treinos livres que passou a usar até mais asa que os rivais e ganhar também nas curvas, a Mercedes começou a ganhar o GP do Japão com tranquilidade no Q2, quando conseguiu passar ao Q3 com os pneus macios. Isso porque já era esperado o aumento da…