(O SC que matou a) Estratégia do GP de Abu Dhabi

O GP de Abu Dhabi é daqueles que já começam sem muitas saídas para os estrategistas. Perde-se muito tempo na saída dos boxes “enjoada”, a única que em que se passa por um túnel. Mesmo com a zona de DRS dupla, é difícil chegar próximo de um carro cuja performance é parecida. Ao mesmo tempo…

Estratégia do GP de Sakhir e como Perez ganhou saindo de último

“Depois da sexta-feira, já sabíamos o que fazer”. Ir para o GP de Sakhir já tendo decidido fazer uma parada foi fundamental para o resultado da Racing Point, como explicou Sergio Perez. O foco era pontuar mais do que as rivais diretas na luta pelo terceiro lugar entre as equipes. A vitória (e o pódio…

Estratégia do GP do Bahrein e a tática engessada pelo SC

É até difícil lembrar que houve uma corrida depois do terrível acidente de Romain Grosjean, que encheu o guard rail em plena reta em um ângulo e velocidades tão incomuns que abriu um buraco na proteção, fazendo com que a parte de trás do carro se soltasse, expondo o tanque de combustível e gerando um…

Estratégia do GP de Portugal

O GP de Portugal foi uma prova mais para quem corre por instinto do que baseado em dados. Havia a questão da temperatura da pista, bem mais baixa do que nos treinos livres, combinada com a falta de maturação do asfalto em si, refeito semanas antes da prova e ainda muito liso, o que inclusive…

Estratégia do GP da Rússia e o problema duplo de Hamilton

  A tarde de Lewis Hamilton já seria complicada de qualquer maneira depois do drama que ele viveu para passar do Q2 no sábado na Rússia, em parte por um erro na primeira tentativa, e tendo também contado com o azar de estar a duas curvas de completar sua volta quando a sessão foi interrompida…

Estratégia de um GP “engessado” pela chuva (que não veio) e SC

Alguns fatores contribuíram para o GP da Bélgica ser menos movimentado do que o normal, desde a expectativa de chuva, que fez muitos times optarem por suas asas maiores, o que acabou diminuindo as chances de ultrapassagens no final da reta Kemmel – quem tinha mais velocidade de reta lá na frente, a Renault, não…

GP dos 70 Anos da F1: Foi estratégia de Max que ganhou a corrida?

Uma das perguntas que recebi no Instagram (sempre faço um vídeo às segundas-feiras respondendo perguntas de vocês) foi se a Mercedes pode ser batida em condições normais ou só na estratégia. E é um erro julgar o que Max Verstappen fez no GP dos 70 Anos da F1 como uma vitória que não tenha sido…

Estratégia do GP da Inglaterra e os estouros sem aviso

O primeiro a reclamar de vibrações foi Kimi Raikkonen. Depois, Valtteri Bottas. E logo depois, Carlos Sainz. E ainda faltavam 18 voltas para o fim do GP da Inglaterra. Para as equipes, mesmo com todos os seus sensores, desgaste é mais difícil de ver. Degradação geralmente é termal e vai fazendo o desempenho do pneu…