Banquete de disputas

Quem chegou atrasado e só viu Lewis Hamilton vencendo pela sétima vez em dez corridas, em mais uma dobradinha, perdeu uma corridaça em Silverstone. Teve brigas de alto nível entre as duas Mercedes, no pelotão A2, de Red Bull e Ferrari, no B1, de Renault e McLaren, e por todo o B2. A melhor delas…

Premonições

Outra impressão que tinha era de que seria uma daquelas corridas decididas na classificação. Paul Ricard é uma pista de testes não para a Fórmula 1, mas para tantas outras formas de automobilismo justamente por mostrar aos engenheiros os pontos fortes e fracos dos carros e, por conseguinte, escancaria que a Mercedes é simplesmente um…

Rapidinhas do GP da França

Quando a relação entre Lewis Hamilton e sua Mercedes tinha seus altos e baixos, Valtteri Bottas estava conseguindo empatar o placar de classificações e o campeonato estava apertado. Agora, o inglês disse que aprendeu a ler as reações de seu carro para colocá-lo no ponto exato para fazer uma volta voadora no Q3. Juntando isso…

O que a F1 é x do que a F1 precisa

Há duas maneiras de se ver o que aconteceu em Montreal nesta tarde. Um piloto liderou a corrida de ponta a ponta e chegou em segundo. Mais do que isso, era a chance de outra equipe vencer e encerrar a hegemonia da Mercedes. Do ponto de vista do espetáculo, um balde de água fria que…

Rapidinhas do GP do Canadá

  Pela maneira como o engenheiro de pista de Sebastian Vettel comemorou a pole position do GP do Canadá, dava para ver quanto a Ferrari precisava de um resultado como este. Eles seguiram a cartilha perfeita na classificação, e estavam até preparados caso Charles Leclerc não conseguisse passar para o Q3 com os médios. Ele…

Estratégia do GP e os milagres de Mônaco

Quando um “kamikaze” Charles Leclerc, como definiu Romain Grosjean, causou um Safety Car na volta 11 das 78 do GP de Mônaco, as equipes ficaram com uma decisão difícil de ser tomada: a aposta mais segura seria colocar os pneus duros e ir até o final; a mais arriscada, de permanecer na pista com os…

No braço

O melhor vídeo do GP de Mônaco é esse aí embaixo. É o estrategista James Vowles sendo questionado sobre a estratégia de colocar os pneus médios nos pilotos com 67 voltas para o final, complicando uma corrida que tinha tudo para ser tranquila. A sugestão da Pirelli era que seria possível usar o médio caso…

Dia da marmota

“Dia da marmota”, repetia o jornalista do The Sun ao meu lado durante a classificação. Para quem não viu o filme, o personagem central sempre acorda no mesmo dia. Ele se referia à repetição das histórias neste início da temporada. Mercedes perfeita, Ferrari lenta e se atrapalhando com estratégias e ordens de equipe, Verstappen consistente….

Por que Baku ficou devendo

Não foi um clássico em Baku, parcialmente porque Ferrari e Red Bull provaram ser sensíveis demais as temperaturas mais baixas do asfalto e às curvas pouco exigentes para os pneus do circuito, porque uma briga entre companheiros – como de Hamilton e Bottas na largada e no final da prova – sempre envolve menos riscos…